O SOL DO MEIO - DIA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O SOL DO MEIO - DIA

Mensagem por *Ny* em Qua 30 Dez 2009 - 14:19

Olá.

Esta é a minha primeira fic, espero que gostem.

Dá continuação ao livro "Amanhecer" de Stephenie Meyer, é narrada pela Rennesme.

Índice

CAPITULO I - MATURIDADE
avatar
*Ny*
Wingardium Leviosa
Wingardium Leviosa

Número de Mensagens : 2
Idade : 24
Data de inscrição : 29/12/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O SOL DO MEIO - DIA

Mensagem por *Ny* em Qua 30 Dez 2009 - 14:23

CAPITULO I - MATURIDADE

Antes de Nahuel partir, convidou-me para passar algum tempo com ele quando tivesse idade suficiente para viajar sozinha. O Jacob não gostou muito da ideia e ficou com um ar um tanto ou quanto furioso. A verdade era que ele tinha um sentimento estranho por mim, coisas de lobisomens, e eu até gostava dele, apesar de ser apenas uma criança. Eu estava ao colo do meu pai, o Edward, e olhei para ele em busca de uma resposta, sorriu – me em modo de aprovação, expondo todos os seus imaculados dentes brancos. Cada vez compreendia melhor o motivo pelo qual a minha mãe se tinha apaixonado por ele.
- Obrigada Nahuel. – Sorri e assenti com a cabeça à proposta de Nahuel, de facto a ideia não me agradava muito.
O meu pai colocou – me no chão e baixou-se até ficar à minha altura.
- Renesmee. Já percebi que não simpatizas muito com o Nahuel, mas tenta perceber que ele só está curioso, pois ele não conhece mais ninguém como ele.
- Está bem pai. – Disse já a bocejar.
- Bella! Vamos para casa. A Nessie já está com sono.
- Não lhe chames isso. – Rapidamente a minha mãe agarrou-me ao colo, beijou – me na testa e fechei os olhos.


- Acho que o Nahuel está interessado de mais nela. – Disse a minha mãe num tom que revelava um pouco de preocupação.
- Pelo menos não é o Jacob.
- Edward! Não digas isso, o Jake é muito bom rapaz e até lhe fazia bem alguém como ele. A ideia de ela ficar com um dos dois não me agrada de todo, mas se tem de ser ou menos que seja o Jake.
- Preferia o Nahuel, mas como não sou eu que escolho. Eu já fiz a minha escolha, Bella. – Virou-se para a minha mão e beijou-a docemente nos lábios. – Vamos ter de esperar mais uns anos para ver o que ela faz.
- Seja qual for a escolha temos de a apoiar, mas tenho a certeza que ela vai escolher bem. – Murmurou a minha mãe ainda atordoada pelo beijo. Colocou-me na cama e adormeci profundamente.
O tempo continuava a passar, e a contagem decrescente para o fim do meu crescimento continuava.

6 ANOS E MEIO DEPOIS …

No dia do meu sétimo aniversário humano, no dia em que parei de crescer, aparentava ter a idade dos meus pais. Como de costume a tia Alice preparou uma extravagante festa em casa onde o meu pai morou antes de casar com a minha mãe e de eu nascer. Estavam lá os vampiros e lobisomens amigos da família Cullen, e claro o meu avô Charlie e a avó Renée, que eu tinha conhecido fazia pouco tempo, não reagiu mal ao novo e estranho aspecto da minha mãe nem à minha existência.
Estava tudo a correr bem e eu andava de um lado para o outra da sala a falar com os convidados e a receber elogios.
-Nessie estás uma mulher.
- Parabéns Nessie. Estás muito bonita.
- Cresceste tanto.
- Cada vez estás mais parecida com o teu pai.
- Nessie como cresceste! Tornaste-te numa mulher maravilhosa.
Sinceramente começava a sentir-me um bocado envergonhada com tudo aquilo.
- Estás tão bonita sobrinha.
- Obrigada tia Alice. A festa está muito…bonita.
- És mesmo como a tua mãe nesse aspecto. Já te contei a fita que ela fez por causa da festa dos seus 18 anos?
- Já. – Respondi a revirar os olhos. Já tinha ouvido a história mil e uma vezes. Tudo acabou bem, mas podia ter acontecido um desastre.
- Ah. Está bem então. Já falaste com o Nahuel? Sabes que o teu pai gosta muito dele não sabes?
- Sim, sei. E sei que ele quer que eu goste muito dele também. Ainda não o via, acho que ainda não chegou.

- Renesmee. – Procurei por toda a sala pela pessoa que me tinha chamado, nunca me chamavam assim, excepto a minha mãe. Senti uma mão a apoiar-se no meu ombro e virei-me rapidamente para trás. Era Jacob, estava com um ar sério, e cada vez mais bonito, alto e musculado mas não envelhecia.
- Rafeiro. – Ouvia minha tia a falar e quando me virei para ela já tinha desaparecido.
– Posso falar contigo lá fora, longe dos ouvidos do teu pai? – Não lhe agradava muito o facto de o meu pai conseguir ler os pensamentos, principalmente quando a conversa devia ser privada.
- Claro Jake. – Segui – o até à porta, onde esperei que ele se transformasse. Puxou-me para as suas costas e começou a correr.
Correu durante algum tempo até que chegámos a um sítio lindo que eu nunca vira. Um prado verde com pequenas flores de várias cores, onde passava um pequeno ribeiro de águas claras, que deixava ver as bonitas formas das pedras e dos peixes. Deixou-me e correu para trás de uma árvore, quando saiu de lá estava na forma humana e vestia uns calções.
Sentei-me à beira da água, descalcei-me e enfiei os pés lá dentro, ele sentou-se ao meu lado em silêncio durante algum tempo até que falou.
- Nessie, eu preciso de falar contigo sobre uma coisa um bocado estranha. Eu sei que já sabes o que é o sentimento que une o Sam à Emily, o Quil à Claire, e assim por isso não te vou explicar de novo. Eu gosto muito de estar contigo desde o dia em que nasceste. És especial Nessie e tu sabes disso.
- Não estou a perceber. – Por acaso até estava a entender mas não conseguia acreditar. Ele estava-se a declarar? Não acreditava. FINALMENTE!
- Minha Nessie. – Soltou um suspiro, agarrou-me o queixo com uma mão, de modo a manter o meu olhar preso no dele, agarrou a minha mão com a outra e aproximou-se tanto que senti o seu hálito suave e quente no meu rosto. – Amo-te, posso dizer isto hoje sem medo, já não és nenhuma criança. Amo-te desde o dia em que nasceste, não consigo esperar mais. Se não gostas de mim diz-me de uma vez e eu afasto-me para sempre.
- Jake, não sei o que dizer. – Esperei tanto por aquele momento e acabei por ficar sem palavras. Pousei-lhe a mão na face e deixei – o ver todos os momentos que eu recordava que tínhamos passado juntos.
- Não precisas de dizer nada. – Olhou para a minha mão, já não precisava de dizer nada, ele já tinha visto tudo. Aproximou-se ainda mais e acariciou-me os lábios com os seus num beijo terno e carinhoso.
Depois do beijo não falámos durante um momento. Estivemos sentados à beira da água a olhar para as pedras e para os peixes. Então ele apanhou duas pedrinhas do ribeiro, eram iguais, extremamente redondas, verdes e brilhantes. Estendeu-me uma na mão.
- Toma, esta é para ti, eu fico com a outra.
- Obrigada, é linda. – Disse coma voz a falhar devido às lágrimas que ameaçavam cair. Pousei a mão na sua cara e permiti que revivêssemos o nosso primeiro beijo.
- Hum… - Soltou um suspiro – Ficava aqui contigo para sempre mas não pode ser, acho que temos de voltar para a festa. Já devem andar á tua procura.
- Ah, mas eu não quero voltar. – Lembrei-me de Nahuel. – Não vi o Sam e a Emily na festa, nem o Seth.
- Não podem vir. A Ann está adoentada e a Emily está demasiado “grande” então o Sam ficou a ajudar. – A Ann foi a primeira filha deles, tinha dois anos e era igualzinha à mãe, agora esperavam dois gémeos, que iriam ter os nomes de Brian e Brandon.
- Ah. Então suponho que o Seth ficou a tomar conta da Ann também. – Mais um casal com “Impritting”.
- Ficou. Mas vamos embora que já está a escurecer.
- Vamos. – Levantou-se, puxou-me para si e beijou-me de novo. Transformou-se e corremos de novo para casa.
avatar
*Ny*
Wingardium Leviosa
Wingardium Leviosa

Número de Mensagens : 2
Idade : 24
Data de inscrição : 29/12/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pedido

Mensagem por monalisa em Seg 12 Abr 2010 - 8:23

quando sai a 2 parte (e bom ter)?por favor eu te ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei Smile

monalisa
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SOL DO MEIO - DIA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum